Programação do 8º Festival Nacional de Teatro de Jales

Para os Eventos realizados no Teatro Municipal, retirar os ingressos antecipadamente na Escola Livre de Teatro (Rua 07, esquina com a rua 06, anexo ao Teatro), em horário comercial. Fone 3632-9235.

Programação

30 de Abril de 2016

15h00m – Teatro Municipal
19h30m – Praça Euphly Jalles
Feio
Abertura Oficial
ofeio1O espetáculo aborda a história de um pequeno pato, que por ser “FEIO”, é rejeitado desde o nascimento por todos, começando pela mãe e irmãos. Ele parte de onde vive em busca de um lugar no qual se sinta acolhido. Passa por inúmeras dificuldades, conhece a fome, o medo e a morte, até descobrir que aquilo, que aos olhos dos outros causava repugnância, era a origem de sua imensa beleza. O Espetáculo também é acessível às pessoas portadoras de necessidades especiais auditivas e visuais.

Faixa Etária: Livre

20h00m – Praça Euphly Jalles
Farra do Boi Bumbá

DAN_4085 (Copy)A história se desenvolve em torno de um rico fazendeiro que tem um boi muito bonito. Esse boi, que inclusive sabe dançar, é roubado por Chico, trabalhador da fazenda, para satisfazer a sua mulher Catirina, que está grávida e sente desejo de comer a língua do boi. O fazendeiro manda diversos personagens populares procurarem o boi. Quando o encontram, ele está doente, e pajés são chamados para curá-lo. Depois de muitas tentativas, o boi finalmente é curado, e o fazendeiro, ao saber do motivo do roubo, perdoa Pai Chico e Catirina, encerrando a representação com uma grande festa.

Faixa Etária: Livre

 

01 de maio de 2016

11h00m – Teatro Municipal
20h30m – Teatro Municipal
Cora Coralinha
O Candelabro
0124-LayzaVasconcelos-5488 (Copy)O espetáculo retrata a vida de Aninha, que vem ao encontro da trupe para reacender a chama e a magia da arte nos corações tristes dos artistas de rua. É através de suas palavras que aninha (Cora Coralinha) faz reviver a esperança na trupe sem nome. O encontro é mágico, ela vem não sabe de onde, aparece não se sabe como, dizendo-se perdida, toca os artistas com suas histórias e eles resolvem ajuda-la a chegar até a casa da ponte. É no desenrolar dessa aventura de volta pra casa que toda a sabedoria de Aninha (Cora Coralinha) é mostrada através de trechos de poesias e contos da autora.

Faixa Etária: Infantil

_MG_0737 (Copy)Maria, uma mulher que se enclausura numa igreja abandonada, por não aceitar o medo e as dores encontradas durante sua vida, desde a infância, onde sofreu abuso sexual e foi explorada durante parte da sua vida. É uma reflexão e por sua vez, servirá para quebrar os estigmas da violência que persegue milhares de mulheres no mundo.

Faixa Etária: Idade Mínima 16 anos

 

02 de maio de 2016

14h00m – Teatro Municipal
20h00m – Teatro Municipal
Libel
Problemas Técnicos
libelO Espetáculo nos fala sobre a história de Libel, uma garota filha do melhor sapateiro da região, que, além de tímida, é vitima de bullyng social. Por meio de uma experiência lúdica, a jovem vê seu pai transformar-se em diversos heróis de sua infância, ajudando-a a superar seus temores infantis.Faixa Etária: Infantil primosDiante da ausência, sem aviso prévio, do elenco programado e com o público esperando o inicio do espetáculo, dois técnicos de uma sala de teatro decidem sair de seus lugares anônimos e se arriscam a serem atores por alguns momentos.Faixa Etária: Adulto

 

03 de Maio de 2016

17h00m – Praça Euphly Jalles
20h00m – Teatro Municipal
Circo de Quintal
Casa de Polvora
DSC02748O palhaço Popó tenta de todas as formas garantir o espetáculo e o circo, entretanto, o que pode fazer sendo que o único artista é ele mesmo. O espetáculo traz as tentativas atrapalhadas de um palhaço em manter seu “circo de um só palhaço”. A proposta é um convite ao lúdico e a forma não convencional do palhaço ver o mundo e as coisas a sua volta.Faixa Etária: Infantil Às 10 horas, deu-se a explosão da casa, o que abalou toda a cidade. Dentro dela, três irmãos permanecem alheios à destruição, em uma procura pelo corpo de sua mãe. As detonações estimulam uma transformação na estrutura da casa e da família. E ali dentro, sem telhado, podem ver o céu pela primeira vez.

Faixa Etária: Adulto

 

04 de Maio de 2016

10h00m – Teatro Municipal
20h00m – Teatro Municipal
Candim
P’S
Candim_Cia da Casa Amarela_foto de Vivian Gradela (24) (Copy)Candim é o menino simples e sonhador, que vive intensamente suas aventuras em sua cidade natal: Brodowski. Ao mesmo tempo, é pintor consagrado, premiado, homenageado e que recorda seus tempos de menino do interior com emoção e lucidez. Ambos permanecem com um desafio: o espantalho. O Menino Candim, morre de medo daquela figura enigmática, que dança ao seu redor nos pesadelos que tem quando dorme. O Homem Candim busca a forma de vencer esse medo retratando em seus quadros aquela figura que, segundo o próprio pintor é o seu auto-retrato. É a mesma Janelise, uma simples criança de rua, que vem buscar Candim – em suas lembranças – para ajudar a vencer o medo. Medo que todos nós temos alguma coisa, de um sentimento, do passado, do futuro. Todos temos de enfrentar esse desafio: vencer o medo!

Faixa Etária: Infanto-Juvenil

Foto 1 (Copy)O espetáculo traz uma vila do sertão nordestino a história de P, jovem que assassina brutalmente alguns familiares seus. Focado nas intensas contradições do personagem e passando por momentos que vão desde a sua infância até o seu suicídio, “P’S” procura trazer à tona o homem além do seu ato, não com intuito de explicá-lo e, consequentemente, diminuí-lo, mas com a vontade única de nos aproximar dele e, com isto, talvez também nos aproximar de nós mesmos. P’S coloca em discussão a memória, a psiquiatria, a justiça e o amor desmedido.

Faixa Etária: Adulto

 

05 de maio de 2016

10h00m – Teatro Municipal
20h00m – Teatro Municipal
REFUGO URBANO
DESPUÉS
Sissy Eiko 2 (Copy)Dois mundos excêntricos, caos e ordem, ligados pela ação da transformação. Dois seres intrigantes e complexos. Claudios e Pamplona. Eles não se conhecem… ainda! Porém, juntos descobrirão o que há de mágico na trágica crueza das ruas. A Trupe apresenta uma fábula urbana, uma história de sentimentos, humanidade, sonhos, amor e… palhaços! Com divertidas intervenções circenses e brincadeiras, que acabam por construir um universo com objetos descartados.

Faixa Etária: Infantil

Foto Felipe Prado (2) (Copy)A ambientação estética assim como a concepção do movimento dançado busca explorar a beleza das diferenças; das composições extraordinárias que habitam realidades insólitas e paradoxais. Improváveis poéticas e encantamentos que residem não só na imagem, mas na maneira como as observamos, o tempo de dedicação e apreensão de suas potencialidades.

Faixa Etária: Livre

 

06 de Maio de 2016

10h00m – Teatro Municipal
19h00m – Praça Euphly Jalles
DESPUÉS
HOJE TEM ESPETÁCULO
Foto Felipe Prado (2) (Copy)A ambientação estética, assim como a concepção do movimento dançado buscam explorar a beleza das diferenças; das composições extraordinárias que habitam realidades insólitas e paradoxais. Improváveis poéticas e encantamentos que residem não só na imagem, mas na maneira como as observamos, o tempo de dedicação e apreensão de suas potencialidades.

Faixa Etária: Livre

As cenas e números de circo recriados em “Hoje Tem Espetáculo!!!” são adaptações livres do Rosa dos Ventos e trazem a marca de seus palhaços verborrágicos, verdadeiros nas relações, improvisadores e provocadores da participação popular, num jogo que envolve o público antes mesmo do espetáculo começar, já na montagem de cenário, troca de roupas, aquecimento, passagem de som, maquiagem, terminando com um músico nada normal e quatro palhaços que se revezam nas funções de artistas de circo.

Faixa Etária: Livre

20h30m – Teatro Municipal
MUNDOMUDO

MUNDOMUDO - Foto de Paulo Brazyl - 1 (Copy)O espetáculo investiga a relação cultural entre o velho e novo por meio dos valores difundidos na sociedade contemporânea. Faz uma reflexão sobre tudo o que nós aprendemos como valor, como crença, como cultura, seja numa dimensão maior ou menor, tornam-se nossas origens de referências que irão comandar nossa consciência e esta determinará nosso comportamento.

Faixa Etária: Adulto

 

07 de Maio de 2016

9h00m – Praça João Mariano de Freitas
10h00m – Praça João Mariano de Freitas
TEATRO PRA UM SÓ
AMORES E DORES NO PAÍS DAS FLORES
DSC_0910 (Copy)Trata-se de projeto desenvolvido pela Escola Livre de Teatro, com apresentações em pequenas cabines, com diversos textos e atores, simultaneamente contando histórias e recepcionando o público. Amores e Dores no País das Flores Bruno Arita 020 (Copy)O espetáculo conta as desventuras de amor, dinheiro e poder de sete personagens: Hortelino ama Tiadorim que ama Romeu que também é amado por Hérmia que é amada por Juvenal que é cúmplice dos planos de Décio para roubar a fortuna de seu patrão, Joaquim José da Silva Xavier, que ama seu dinheiro que misteriosamente sumiu.
16h00m – Praça João Mariano de Freitas
VIRADO À PAULISTA
viradoEm Pirapora do Bom Jesus, onde tudo começou, batucadas dos mais diversos estilos deixaram os barracões e ganharam as ruas! Em homenagem àqueles que com muito ritmo, melodia e poesia compuseram a história do samba paulista, músicos e atores da Cia. Cênica conduzem este cortejo-folia que conta com a participação do público presente.
19h00m – Teatro Municipal
21h00m – Teatro  Municipal
TEATRO PRA UM SÓ
ACORDES
DSC_0910 (Copy)Trata-se de projeto desenvolvido pela Escola Livre de Teatro, com apresentações em pequenas cabines, com diversos textos e atores, simultaneamente contando histórias e recepcionando o público. acordes_marcelo_melo (5) (Copy)Em 31 de março de 1964, tropas paulistanas e mineiras marcham para Guanabara. É o começo da “revolução”? É a Ditadura Militar! Os acordes distorcidos das metralhadoras, dos desaparecidos, das repressões físicas e intelectuais transformaram-se nos acordes musicais que ultrapassam gerações e não nos deixam esquecer de um tempo em que falar sobre flores é quase um crime. Num intenso entre cantar, reviver, declamar e encenar, os atores trazem à tona o trágico desta história, o que não se pode apagar, o que não se pode repetir.

 

08 de Maio de 2016

11h00m
19h00m
OS MENINOS E AS PEDRAS
TRÓILO E CRESSIDA
_SAN0232 (2) (Copy)Duas crianças, duas culturas e um único quintal. A faixa de Gaza. Fátima, uma menina palestina, e Yonathan, menino judeu, disputam o espaço em que costumam brincar, numa analogia à guerra de seus povos. Enquanto brincam de escutar o silêncio, compreendem as diferenças e descobrem semelhanças, abandonando as armas, as pedras e criando laços que vão além da terra porque que brigam.

Faixa Etária: 12 anos

TroiloCressida_FotoErikeBusoni_02 (Copy)Troilo e Cressida é uma obra considerada “comédia conflito” de autoria de William Shakespeare. A decisão de montar nesse momento o espetáculo Tróilo e Créssida pelo Shakespeare – Projeto 39, não se estrutura apenas no ineditismo da obra no Brasil, mas, sobretudo no seu caráter político e fomentador de uma discussão ampla sobre os temas ligados à ética em todas suas instâncias, a grande crítica Barbara Heliodora dizia que Tróilo e Créssida é a peça que mais tem a ver com o Brasil, o nosso Brasil atual, justamente por tratar dessa temática da ausência da moral e da ética em vigor naqueles que detém o poder.

Faixa Etária: Adulto

21h00m – Praça Dr. Euphly Jalles
SÁBIAS DO SERTÃO – TEATRO MUSICAL BRASILEIRO EM UM ATO, UMA CHEGANÇA E UMA ANDANÇA
sabias_estevam_collar (1) (Copy)O espetáculo trata dos expoentes maiores da música caipira, Cascatinha & Ana, primeira dupla sertaneja formada por marido e mulher que, em sua trajetória, reverencia com primazia a cultura de raiz, o ser, estar e viver artista, o prazer da canção e do encantamento. O circo e o rádio, presentes na trajetória da dupla, são trazidos à cena por uma companhia ambulante de teatro, com artistas que contam, vivem, tocam, dançam e cantam um pouco da vida e muito do rico repertório de toadas, guarânias, rasqueados, boleros, rancheiras e canções imortalizadas nas vozes destes “Sabiás do Sertão”.

Faixa Etária: Livre

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *