Drama Psicológico, Plateia Hipnotizada

A cada dia de festival, mais uma surpresa, desta vez um drama psicológico, baseado no livro EuPierre Riviere, que degolei minha mãe, minha irmã e meu irmão, do francês Michel Foucault, que foi adaptado por Gregory Haertel, médico e dramaturgo catarinense, ambientado no sertão nordestino.

Na abertura das portas o espectador já se depara com uma situação inusitada para uma peça teatral, no desenrolar da história, que é baseada em fatos reais ele vai se perguntando o que levou o personagem ao crime.

O personagem interagindo com seus próprios pensamentos  fez com que a plateia ficasse muito atenta. “Dá muito medo quando ele brinca com a tia imaginária, ao mesmo tempo não parece algo perigoso, ele conseguiu captar o pensamento acredito que de todos nós” , explicou José Vitorino que é diretor e professor da escola livre de teatro, e um dos que estavam hipnotizados pelo desenrolar da peça.

A ambientação musical ocorrida sem gravação dá um tom bem menos mecânico ao desenrolar dos acontecimentos.

Valeu imensamente a noite.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *